Seguro transporte de carga: 6 tipos que você precisa conhecer

O seguro transporte garante tranquilidade a quem transporta mercadorias

Tendo em vista os diversos riscos e problemas que podem ocorrer durante todo o trajeto na movimentação de mercadorias, o seguro transporte de carga é indispensável para garantir a sua segurança.

Existem hoje diversos tipos de seguro disponíveis. Sendo assim, para fazer a escolha adequada, é preciso levar em consideração vários fatores. Como o tipo de frete, o veículo, os produtos, o tempo de viagem, o acondicionamento, entre outros.


Com a finalidade de ajudar você, elaboramos este texto com as principais opções de seguro existentes e a importância de cada delas. Continue lendo e confira!

Principais modelos de seguro de carga

1. Seguro de Transporte Nacional

Este é um seguro obrigatório, que assegura o pagamento de indenizações por danos ocasionados a todas mercadorias pertencentes à empresa, em todo o país. Portanto, sua cobertura é feita para transportes por veículos próprios ou de empresas terceirizadas.

2. RCF-DC

A Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário por Desaparecimento de Carga (RCF-DC) é o seguro responsável por cobrir roubos por grave ameaça ou desaparecimento de carga. Quando o veículo é levado pelo transgressor.

3. RCTR-C

O Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga (RCTR-C) garante ao transportador rodoviário a compensação de indenizações que ele, eventualmente, seja obrigado a pagar por prejuízos gerados aos produtos transportados.

Isso engloba casos de acidentes, por exemplo — como abalroamentos, colisões, incêndios, entre outros. Em todo Brasil, por meio da apresentação do conhecimento de transporte rodoviário e notas de embarque.

4. RR

O Risco Rodoviário é o seguro do veículo ao longo do percurso de transporte. Ele é contratado pelo embarcador de mercadorias transitadas por meio de veículos próprios e/ou em poder de terceiros, para o transporte dentro do território nacional, por via terrestre, aérea ou aquaviária.

Grosso modo, sua cobertura abrange ocorrências como: explosão do veículo, colisões, assalto à mão armada etc.

5. RCTA-C

O seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Aéreo de Cargas (RCTA-C) é atribuído às empresas que detém autorização do Departamento de Aviação Civil para atuar e realizar transportes aéreos.

Nesse caso, sua cobertura envolve danos causados às mercadorias de terceiros em transporte, desde que esses prejuízos sejam ocasionados por culpa do transportador segurado.

6. RCT-VI

O seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário em Viagem Internacional Danos à Carga Transportada (RCT-VI) é contratado pelas empresas de transportes rodoviários de carga em viagens internacionais. Ele protege o segurado em seu compromisso com a carga transportada.

Caminhão em um estrada, foto aérea.
Também é interessante ter o seguro do veículo.

A obrigatoriedade do seguro de cargas

Em suma, para estar em conformidade com o Decreto-Lei nº 73, de 21 de novembro de 1966, é necessário que a empresa esteja assegurada pelo seguro RCTR-C, que é obrigatório. Enquanto o RCF-DC é facultativo, sendo contratado apenas pelas transportadoras que desejam ter uma proteção contra roubos/furtos.

É importante salientar, contudo, que também é interessante ter o seguro do veículo. Dessa forma, a transportadora fica protegida quando ocorrer qualquer tipo de sinistro envolvendo caminhão e carga, ou mesmo o motorista e terceiros.

Enfim, o seguro transporte de carga é essencial para garantir tranquilidade a quem transporta mercadorias — no país ou fora dele. Como vimos, existem diversas opções disponíveis no mercado. Então, observe as especificidades de cada e identifique quais deles se enquadram melhor ao seu modelo de negócio. Afinal o importante é garantir as coberturas necessárias e realizar um transporte eficiente e seguro.

Então, gostou deste conteúdo? Sobrou alguma dúvida? Deixe-nos o seu comentário e compartilhe com a gente a sua opinião sobre o assunto!