Com as tags

indenização

seguro rural

Seguro rural: 5 principais dúvidas sobre essa modalidade que visa a redução de perdas

O seguro rural assegura a continuidade das atividades agrícolas

Contratar um seguro rural é essencial para o produtor agrícola, tendo em vista os diversos prejuízos que podem ser causados pelos fenômenos da natureza, como clima, pragas, entre outros, impactando nos preços e na rentabilidade desse setor.

É um recurso importante por se tratar de uma alternativa para tornar o serviço financeiramente estável e reduzir as perdas, já que possibilita a recuperação do valor investido nas lavouras.

Se você quer conhecer melhor os principais pontos a respeito do seguro rural e esclarecer suas dúvidas, continue lendo este texto!

1. Para que serve o seguro rural?

É uma maneira utilizada para proteger o investimento realizado na agricultura, assegurando o recebimento de uma indenização a título de prejuízos provocados por fatores da natureza, como variações de temperatura, chuvas em excesso etc.

Em alguns casos, também poderá cobrir a perda resultante da variação do preço do produto.

A estiagem pode causar muitas perdas na produtividade.

2. Quem pode contratar o seguro rural?

Esse tipo de seguro pode ser contratado por toda pessoa física ou jurídica que faça o cultivo ou produza tipos agraciados pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural, conhecido como PSR.

3. Como fazer a contratação desse seguro?

Para fazer a contratação, o produtor deve entrar em contato com uma seguradora devidamente capacitada pelo Ministério da Agricultura no PSR.

Caso já tenha cobertura Proagro ou Proagro Mais para um cultivo, não poderá ser coberto pelo PSR na mesma extensão.

Além disso, o produtor rural não poderá ter nenhum registro de impedimento nos cadastros dos órgãos do governo federal, por exemplo, estar inadimplente com a União.

4. Como solicitar o seguro rural?

Para pedir o seguro rural, o produtor deve apresentar os documentos em dia de sua propriedade e a planta da área total.

É necessário também estar com todos os impostos e demais obrigações pagos. Isso será avaliado por meio do Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin).

Informações sobre outros seguros feitos pelo solicitante também são analisadas e fazem parte do critério de avaliação.

A qualidade dos produtos pode ser comprometida por inúmeros fatores.

5. Como funciona o pagamento da indenização?

O produtor deve avisar a seguradora quando a lavoura sofrer algum sinistro, que é o fato provocador da perda.

Contudo, esse contrato vai estabelecer um limite para definir a partir do quanto de prejuízo o seguro será acionado (faixa de cobertura), que funciona como se fosse a franquia de um outro tipo de seguro.

Depois da comunicação sobre o problema, um perito enviado pela seguradora realizará uma avaliação na lavoura para identificar o valor das perdas. Nesse caso, não poderá haver colheita até a liberação do perito.

Conforme a Superintendência de Seguros Privados (Susep), o prazo para receber a indenização é de, no máximo, 30 dias, contados a partir da efetivação de todos os requisitos por parte do solicitante, em concordância com a regra vigente e respeitado o que estiver estabelecido nos termos contratuais do seguro.

Conseguiu compreender a importância do seguro rural? Por meio dele, é possível assegurar a continuidade das atividades agrícolas e promover maior segurança no que tange à qualidade dos produtos e aos investimentos aplicados.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para ler também o nosso texto que explica o que é fundo de estabilidade do seguro rural.

Imagens: Milharal, caixa de madeira.

seguro de responsabilidade civil

Por que ter um seguro de responsabilidade civil profissional?

O seguro de responsabilidade civil profissional é a solução para lidar com danos a terceiros.

Quando contratamos seguros, nossa intenção é proteger nosso patrimônio e combater ativamente os prejuízos. Mas, o que fazer quando os riscos fogem completamente do nosso controle, podendo causar danos a terceiros? O seguro de responsabilidade civil profissional é a solução para lidar com esse cenário.

Essa apólice tem como objetivo ressarcir danos, custear despesas judiciais decorrentes de indenizações e ainda manter a reputação profissional intacta. Neste texto, conheça mais detalhadamente esse tipo especial de seguro!

O que é o seguro de responsabilidade civil profissional?

É importante entender que incidentes desagradáveis podem ocorrer, causando prejuízo às vítimas diretas e às empresas. Assim, o seguro de responsabilidade civil profissional é uma apólice que garante o pagamento de indenizações e cobertura de danos causados a terceiros no exercício profissional, além de cobrir os custos com advogados.

Para quem ele é indicado?

O seguro é indicado para profissionais ou instituições que lidem com trabalhos que envolvam riscos e que queiram se proteger. É importante ressaltar que não se trata apenas da possibilidade de acidentes e prejuízos físicos, mas também de danos materiais, como perdas financeiras significativas.

Essa modalidade de seguro ajuda o contratante a estabelecer uma reputação de responsabilidade no trato profissional. E, ainda impede possíveis processos judiciais que possam danificar a imagem da empresa no futuro.

O seguro também se aplica a pessoas física, não se limitando a empresas. Por exemplo, podemos citar possíveis vítimas de erros médicos, como no caso, as apólices seriam destinadas à correção de diagnósticos e tratamentos equivocados.

Além disso, o seguro de responsabilidade civil garante uma cobertura para um cliente que fique insatisfeito com o serviço de determinada empresa, por exemplo.

Quais são as modalidades oferecidas?

Entre as modalidades oferecidas pelas apólices do seguro de responsabilidade civil estão:

  • ambiental;
  • operações/empregador;
  • prestação de serviços em locais de terceiros;
  • produtos nacionais/exportação;
  • eventos e entretenimento.

Quais são as coberturas desse tipo de seguro?

Esse seguro engloba dois tipos de prejuízos provocados a terceiros:

  • dano material: quando afeta aos bens da vítima do evento;
  • dano pessoal: quanto atinge a integridade física da vítima.

Nas duas situações, a ação do responsável pelo dano não pode ser provocada intencionalmente.

Quais são as suas vantagens?

O próprio seguro é um diferencial competitivo para qualquer tipo de negócio. Pois, mostra aos clientes que os serviços prestados pela empresa estão protegidos por uma apólice sólida.

Muitas vezes, gestores procuram se resguardar contra reclamações e ações judiciais em razão de danos involuntários. Que fogem ao controle dos líderes da organização. Contratando o seguro, os empresários são amparados pelo contrato, diminuindo significativamente os riscos.

A garantia de uma proteção financeira sólida e a tranquilidade que um seguro de responsabilidade civil proporciona ao gestor são os principais benefícios decorrentes da contratação desse contrato de responsabilidade.

O seguro é um bom investimento, também, para empresários autônomos e profissionais liberais, em geral, mais vulneráveis aos danos financeiros. Com a contratação do serviço, a seguradora arca com todas as despesas judiciais necessárias para reparar os danos causados a clientes no exercício profissional.

Portanto, é importante ter em mente que a proteção relacionada a esse seguro se limita à esfera civil, com o dever de reparo financeiro aos danos causados. O profissional pode ser, ainda, responsabilizado na esfera administrativa ou criminal, dependendo da gravidade da ocorrência.

Previsão das despesas

Riscos são assumidos quando certas atividades são exercidas, mesmo assim, somente algumas pessoas se preparam para eventuais prejuízos. Dessa forma, o seguro é uma maneira de tornar as despesas previsíveis. Isso significa que, ao invés de arriscar em ter que pagar uma indenização alta, que muitas vezes não cabe no orçamento da empresa, o segurado assume a responsabilidade por meio do pagamento de um valor fixo mensal ou anual.

Proteção ao patrimônio

Em uma demanda judicial de indenização, o patrimônio do devedor será usado para o pagamento do montante estabelecido à vitima do dano. Por isso, contar com um seguro de responsabilidade civil evita a exposição de bem relevantes, como apartamentos, valores em contas bancárias, automóveis, entre outros.

Garantia de indenização às vítimas

Na maioria dos casos, o provocador do acidente pretende reparar o dano, no entanto, não tem o valor necessário, e o seguro também é uma estratégia de assegurar a indenização das vítimas caso algum acidente aconteça.

O que é o seguro de riscos de engenharia?

Já que estamos falando sobre o seguro de responsabilidade civil, é importante conhecer o que é o seguro de riscos de engenharia, que garante a proteção de riscos que atingem todo tipo de obra na construção civil, bem como a instalação e montagem de máquinas e quebra de equipamentos de produção (acidental e repentina).

Apesar de ser uma modalidade pouco utilizada no país, é importante para qualquer tipo de obra ou reformas, tendo em vista que, as responsabilidades jurídicas, financeiras e materiais são várias caso algum problema aconteça.

Quem pode contratar esse seguro?

Podem contratar o seguro de riscos de engenharia o construtor ou proprietário da obra, já que os dois têm interesse na sua finalização.

Quais são as coberturas?

Um seguro de risco de engenharia fornece várias coberturas para os segurados. Entre os principais fatores que podem ser indenizados estão:

  • danos da natureza;
  • explosão;
  • incêndio;
  • dados físicos;
  • roubo.

Coberturas adicionais também podem ser contratadas, como erro de projeto, responsabilidade civil geral e cruzada, desentulho, perda do lucro esperado, manutenção simples e ampla, entre outros.

A classificação dos riscos de engenharia abrange muitas categorias, divididas em duas etapas: antes e depois do funcionamento. 

Antes do funcionamento, as modalidades são: obras civis em construção (OCC), instalação e montagem (IM) e obras civis em construção, instalação e montagem (OSS/IM). Já na etapa em funcionamento são: quebra de máquinas (QM), equipamentos eletrônicos (EE), danos na fabricação (modalidade também conhecida como Works damage).

Além disso, podem ser incluídas, na etapa em funcionamento, as espécies combinadas com outros ramos de seguros, como: lucros cessantes devido a quebra de máquinas (LC/QM) e quebra de máquinas com interrupção da produção (QM/IP), riscos operacionais (RO) e funcionamento operacional.

Nas modalidades de obras civis em construção e instalação e montagem, o seguro fornece coberturas amplas e elimina a quantidade limitada de perigos. Por este motivo, é visto como seguro all risks. Todo o risco que não é especificamente apontado na apólice como risco excluído está coberto de forma automática. Já na quebra de máquina, os riscos cobertos são mencionados nas apólices.

O cotidiano de um profissional está cheio de eventualidades e riscos, mas um seguro de responsabilidade civil profissional proporciona as precauções necessárias para se proteger. Por isso, consulte uma corretora de seguros de confiança e garanta a sua apólice!

Que entender mais sobre seguros os seguros existentes e contratar o melhor para você? Então, entre em contato com a gente e veja como podemos ajudar!

Mulher usando uma calculadora.

Como é calculado o valor da indenização dos bens segurados?

Sempre que um imprevisto acontece, você se preocupa em encontrar uma solução eficiente para o seu problema. Quando há um seguro, esses imprevistos não são mais motivos de dor de cabeça. Porém você sabe como é o cálculo do valor da indenização dos bens segurados?

Esse é um assunto que poucas pessoas dominam, mas é importante para entender se você está completamente protegido. Por isso, resolvemos mostrar a você como funciona a conta do pagamento dos bens segurados em caso de um sinistro. Quer saber mais? Continue com a leitura!

E-BOOK TUDO QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE O SEGURO EMPRESARIAL​

Ter um seguro empresarial é indispensável. Afinal, por meio dele é possível proteger o negócio de diversos riscos que podem prejudicar as finanças e destruir todo o trabalho investido na busca do sucesso da empresa.