Artigos escritos por

LGD Corretora de Seguros

a diferença entre plano de saúde e seguro saúde

Entenda qual a diferença entre plano de saúde e seguro saúde

Devido à dificuldade do acesso à saúde pública e ao alto preço das consultas e tratamentos em hospitais e clínicas particulares, muitas pessoas estão buscando alternativas eficazes no intuito de garantir uma assistência digna e evitar dores de cabeça em casos de enfermidades. Por esse motivo, é interessante que você saiba a diferença entre plano de saúde e seguro saúde.

Apesar de parecidos, são dois conceitos diferentes e é primordial que você saiba a distinção para que tenha capacidade de avaliar qual deles é mais viável e adequado para atender você e sua família.

Por isso, se deseja conhecer as principais diferenças entre plano de saúde e seguro saúde, continue lendo este texto!

Serviços oferecidos

A primeira diferença é sobre a abrangência dos serviços de cada um, que pode ser mais complexa ou menos abrangente. Veja!

Seguro saúde

O seguro saúde é mais amplo e inclui:

  • consultas médicas especializadas;
  • assistência médica e de enfermagem a domicílio;
  • internação;
  • ambulatório;
  • parto;
  • assistência nos casos de doenças graves (possível em alguns seguros saúde);
  • transporte em ambulância sem ônus.

Plano de saúde

O plano de saúde engloba os seguintes serviços:

  • consultas médicas;
  • assistência médica e de enfermagem a domicílio;
  • tratamentos e exames com descontos na rede credenciada;
  • transporte gratuito em ambulância;
  • dependendo do contrato e valor pago, partos e internação.

Questões operacionais

Existe também uma grande diferença entre plano de saúde e seguro saúde no que tange às questões operacionais.

Seguro saúde

Ao utilizar o seguro saúde, é possível que você escolha o médico ou hospital para a consulta, sem restrições.

Planos de saúde

Nesse caso, a lista se limita aos profissionais, hospitais e demais instituições conveniadas ou de rede própria da operadora.

Reembolso das despesas

A forma de reembolso entre as duas modalidades também é diferente. Saiba por quê!

Seguro saúde

O segurado paga somente uma quantia do valor relativo a cada consulta ou tratamento e o seguro cobre o restante, pagando diretamente ao local do serviço ou reembolsando o valor mais tarde.

Plano de saúde

O segurado realiza o pagamento mensal da sua mensalidade e tem como contraprestação o atendimento médico-hospitalar, quando preciso, conforme as coberturas e abrangências do seu contrato.

Como fazer a escolha do plano ou seguro saúde adequados?

Em qualquer situação, é essencial estar atento às cláusulas contratuais. No caso do seguro saúde, você deve observar a cobertura e as exclusões, considerando que muitos contratos podem excluir serviços que são importantes em certos momentos.

Já no caso do plano de saúde, alguns pontos, como cobertura, serviços disponíveis e tempo de carência, são primordiais para que você realize uma boa escolha.

Como fica a carência?

Cada contrato define o seu tempo de carência, tanto no seguro saúde como no plano de saúde. Isso quer dizer que existe um prazo em que os serviços não poderão ser usados pelo beneficiário, mesmo com o pagamento das mensalidades.

Essa prática é autorizada pela Agência Nacional de Saúde (ANS), mas pode causar muitos transtornos em algumas ocasiões. Contudo, em muitos casos, o período de carência é de poucos dias ou não existe, o que é um grande benefício.

Agora que você já sabe a diferença entre plano de saúde e seguro saúde, fica mais fácil analisar qual alternativa melhor se enquadra nas suas expectativas. Por isso, pesquise, leia os contratos com calma, observe os serviços oferecidos e decida por aquele que melhor vai atendê-lo.

Este conteúdo foi útil para você? Aproveite sua visita ao nosso blog, leia agora mesmo o texto “Por que fazer um seguro de vida para proteger sua família?” e entenda melhor sobre o assunto!

como escolher uma corretora de seguros realmente confiável?

Como escolher uma corretora de seguros realmente confiável?

A segurança e integridade dos seus bens são muito importantes. Contratar um seguro que garanta a proteção daquilo que você adquiriu com o seu trabalho é uma medida essencial para sua tranquilidade.

Mas como escolher uma corretora de seguros que oferecerá o apoio necessário? Neste post, preparamos algumas dicas que podem ajudá-lo nessa decisão. Confira a seguir!

Como escolher uma corretora de seguros

Antes escolher uma corretora, é importante que você consulte algumas informações. A boa notícia é que essa avaliação não exige nenhuma verificação complexa e pode ser feita com algumas rápidas buscas pela internet.

Veja abaixo os 9 cuidados que você deve tomar para fazer a escolha certa. Continue a leitura!

1. Verifique se a corretora é credenciada à SUSEP

A SUSEP – Superintendência de Seguros Privados – é o órgão responsável pela fiscalização do mercado de seguros. Apenas empresas credenciadas pela SUSEP podem comercializar o serviço.

Portanto, para descobrir se a corretora é realmente confiável, basta realizar uma consulta de empresas autorizadas por meio do site.

2. Consulte as avaliações da corretora

Verificar as reclamações da empresa pode lhe ajudar significativamente na sua decisão. Para isso, você pode consultar o Procon da sua localidade ou, ainda, conferir a reputação da empresa no site Reclame Aqui.

Outra forma de avaliar a confiabilidade da corretora é consultando suas mídias sociais. Muitos usuários comentam o seu grau de satisfação em redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram.

3. Confira quais seguros a corretora oferece

Será que a empresa com a qual você está negociando oferece as soluções que você precisa? Antes de escolher uma corretora, pesquise no site quais as seguradoras parceiras da empresa e se ela trabalha com o tipo de seguro que você precisa.

Pode acontecer também de você precisar de mais de um tipo de seguro, como um para o carro e outro para casa, e o ideal é que você conte com apenas uma corretora que otimize essas contratações para você.

Pesquise um pouco sobre as marcas de seguradoras que a corretora trabalha para ter certeza que elas são de confiança e podem oferecer e combinar os melhores serviços para você e sua família.

4. Conheça a abrangência da cobertura

A abrangência das coberturas pode variar bastante de uma empresa para outra ou de um plano de seguro para outro. Pois mesmo que existam itens que sejam de cobertura obrigatória, alguns tipos de sinistros são considerados como adicionais.

Sendo assim, é importante consultar se o produto que você pretende contratar oferece uma cobertura que contempla todas suas necessidades, já que cada consumidor tem um perfil de uso de seus bens e podem estar mais propensos a determinados incidentes do que outros.

Um exemplo disso, são pessoas que moram ou trabalham em zonas que oferecem maiores riscos de enchentes e alagamentos.

5. Revise os termos da proposta

Antes de contratar o seguro, exija todos os documentos que detalham as condições da proposta e conteste o que você achar necessário.

Não escolha uma corretora que não possa fornecer essas informações antes da contratação. Caso contrário, você poderá ser prejudicado por cláusulas que você não tinha conhecimento antes de fechar o negócio.

6. Analise e compare o valor da franquia e da apólice

O valor da franquia de um seguro é fator determinante para o preço final da apólice. Ou seja, quanto maior for o valor da franquia, menos custoso será o valor total do seguro.

Porém, é preciso tomar muito cuidado com esse ponto. Muitas pessoas, por quererem economizar nas parcelas do seu seguro, acabam contratando apólices com um valor de franquia muito alto, que ultrapassa suas reservas financeiras e pode trazer problemas para arcar com as despesas no caso de ocorrer algum sinistro.

Por esse motivo, é de extrema importância considerar o seu planejamento financeiro e, analisando o valor da franquia e da apólice, decidir qual é a melhor solução para a sua situação atual, evitando surpresas futuras com as quais você não possa arcar.

7. Peça indicações a seus amigos e familiares

As redes sociais e os sites de opinião, como o Reclame Aqui, são ótimos para conhecer a reputação das empresas, mas não há nada como ouvir o depoimento de quem a gente conhece e confia, né?

Procure perguntar aos seus amigos e familiares quais são as corretoras de seguro que já prestaram serviços a eles, quais ofereceram um serviço de excelência e quais apresentaram algum tipo de problema ou situação duvidosa.

8. Veja qual é o suporte dado pela corretora

Preste bastante atenção em fatores como o tempo de resposta dos colaboradores da corretora e o grau de comprometimento deles em relação a entender suas expectativas e necessidades.

Além disso, seja franco e pergunte qual é o suporte oferecido pela corretora após a contratação do seguro. Isso porque a corretora será a empresa responsável por fazer a ponte entre você e a seguradora, então ela deve oferecer suporte constante. Afinal, nunca sabemos quando algo pode acontecer e é por isso que contratamos esse tipo de serviço.

9. Converse com um corretor da empresa

Antes de tomar a decisão final, converse com um corretor e avalie o seu atendimento. Ele respondeu a todas as suas dúvidas? Suas respostas foram ágeis e precisas? Essas questões devem ser avaliadas com extremo cuidado, pois podem dizer muito sobre a transparência nos processos da empresa.

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como escolher uma corretora de seguros que seja séria e confiável, mas, com um pouco de tempo e pesquisa, certamente não haverá espaço para inseguranças na hora da contratação.

É importante ressaltar que todas essas etapas são muito importantes na tomada de decisões. Afinal de contas, a corretora será responsável por garantir todo o suporte necessário caso você tenha que acionar o seu seguro.

E você, também está em dúvida sobre como escolher uma corretora de seguros para proteger o seu patrimônio? Então entre em contato conosco e conheça nossos serviços e condições!

seguro de vida empresarial

Seguro de vida empresarial: o que é e quais são os seus benefícios?

Garanta proteção financeira aos colaboradores, sócios e seus beneficiários através de um benefício contratado em grupo.

O seguro de vida empresarial é um benefício social contratado em grupo por uma empresa. Ele pode ser associado ao seguro de acidentes.

O objetivo desse benefício é garantir proteção financeira aos colaboradores, sócios e seus beneficiários — nesse caso, podemos considerar o cônjuge e os filhos.

A cobertura dos seguros de vida empresariais é ampla, podendo variar da indenização, em casos de morte natural ou acidental, até o cobrimento de despesas domésticas.

As coberturas mais comuns atuam em situações de morte, invalidez laborativa permanente total por doença e invalidez funcional total ou parcial por acidente ou doença.

Além da segurança oferecida pelo seguro de vida empresarial, ele apresenta outras vantagens.

Quer saber quais são elas? Então continue a leitura!

Motivação para os colaboradores

Sabe-se que os benefícios sociais são fatores motivacionais para os colaboradores. Eles atuam como um fator de segurança que as pessoas podem contar. Logo, são uma forma de reduzir os pensamentos ansiosos dos funcionários com relação ao futuro e possíveis adversidades.

O seguro de vida atua nessa mesma linha: uma vez que esteja assegurado, o colaborador atua com menos preocupações para com sua família.

Esse cuidado, que é oferecido pelo benefício social em questão, motiva a pessoa à medida que lhe traz segurança para atuar em suas tarefas laborais e nutrir a segurança pessoal e familiar.

Grupos com as mãos sobrepostas.
O seguro de vida empresarial é um benefício contratado em grupo por uma empresa.

Complemento ao seguro de acidentes

Como já foi dito, a contratação de um seguro de vida empresarial pode ser isolada ou associada a um seguro de acidentes. Assim, quando associados, a cobertura oferecida por essa união abrange mais áreas e tende a ser mais atrativa e benéfica para quem pode usufruir de seus benefícios.

Apesar de seguros como esses serem contratados com a esperança de nunca serem usados, é uma prudência mantê-los na empresa. Assim, um complemento ao seguro de acidentes é bem-vindo nas organizações à medida que oferta maior cuidado para as pessoas.

De um modo geral, os benefícios sociais existem para complementar as deficiências que os colaboradores têm em suas vidas. Assim, na falta de renda suficiente para suportar adversidades os funcionários dependem de um suporte que o faça. Nesse caso, o seguro de vida empresarial é mais do que necessário para essas pessoas.

Diferencial competitivo da empresa no anúncio de vagas

Um ponto interessante de oferecer benefícios sociais aos colaboradores é a atratividade que a empresa passa a ter. Por oferecer algumas vantagens a mais que a concorrência, a organização tende a ser mais chamativa aos colaboradores. Dessa forma, o caminho para a contratação de profissionais mais qualificados fica mais palpável.

Imaginemos, por exemplo, a história de João: ele é um profissional com 10 anos de experiência em gerenciamento de setores de TI e agora está buscando uma vaga de emprego nova, pois quer ter mais segurança para si mesmo e sua família.

Por ser um profissional qualificado, João recebeu inúmeras propostas de contratação. Espantosamente, todas as propostas tinham valores salariais e benefícios sociais muito próximas. Nessa situação, João acabou optando pela vaga que lhe ofereceu uma segurança extra: o seguro de vida.

Por mais que a história de João seja fictícia, não é raro encontrarmos colaboradores que se motivam a adentrar numa nova empresa por questões como essa. Assim, vale a pena ter atenção a esse detalhe.

Achou o conteúdo útil? Então, inscreva-se em nossa newsletter e acompanhe os novos artigos que estamos produzindo para você!

Imagens: Seguro, colaboração.

LGD adota trabalho remoto

A LGD implanta trabalho remoto de sua equipe devido ao Covid-19

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde relativas à prevenção do Convid-19, a LGD Corretora de Seguros está fazendo a sua parte, adotando o trabalho remoto de seus colaboradores.

Estamos acompanhando atentamente as notícias sobre a pandemia do Covid-19 (Corona Vírus), no Brasil e no Mundo, nossa prioridade é a segurança e bem-estar de nossa equipe, nossos clientes e de todos os colaboradores. Estamos diante de uma situação nova e assustadora, vamos ter que ajustar e tomar as ações necessárias que estão a nosso alcance.

Até o momento, 17 de março, nenhum de nossos parceiros (Clientes, colaboradores e parceiros de negócios) foi identificado com o Corona Vírus.

O que a LGD está fazendo?

Seguindo as recomendações das autoridades do país, que sugerem preventivamente evitar aglomeração e reuniões com várias pessoas, sempre que possível evitar o uso do transporte coletivo em horário de pico e a suspensão de aulas presenciais nas escolas públicas e particulares, entre outras medidas, a LGD Corretora de Seguros decidiu implantar, imediatamente o trabalho remoto para nossa equipe a partir do dia 18 até dia 31 de março.

Espero que esse formato operacional ocorra sem interferências significativas, a nossa empresa está também se adaptando com as novas rotinas e para as rotinas de contingências.

Acreditamos estar contribuindo não apenas para o bem-estar e a segurança de todos, mas para com a sociedade, sem rupturas das atividades e com menor impacto econômico para todos.

Em caso de dúvida entrar em contato:

seguro garantia e cláusulas contratuais

Seguro Garantia: 08 principais vantagens dessa modalidade

O Seguro Garantia protege sua empresa contra possíveis prejuízos ocasionados pelo descumprimento de cláusulas em um contrato.

O seguro garantia é uma modalidade que visa atender as necessidades de empresas privadas, assim como de órgãos públicos. Tem a função de garantir que as cláusulas do contrato firmado sejam cumpriddas, oferecendo proteção contra o não cumprimento das mesmas. 

Além disso, também pode ser utilizado como proteção a execuções fiscais, e outras ações judiciais que possam colocar o patrimônio da empresa em risco. Em suma, o seguro garantia protege a empresa contra possíveis prejuízos ocasionados pelo descumprimento de contratos, como em licitações por exemplo.

Sendo a solução mais vantajosa para as empresas que precisam assegurar o cumprimento de contratos firmado. 

Seguro garantia pode ser firmado em diversas modalidades diferentes

Quais as modalidades do seguro garantia?

Por ser um seguro bastante importante para diversos segmentos o seguro garantia é dividido em várias modalidades diferentes, vamos conhecer as principais:

  • Garantia ao licitante: Garante que, nas licitações públicas ou privadas, o tomador vencedor do certame mantenha sua proposta e assine o contrato nas condições apresentadas e dentro do prazo estabelecido no edital.
  • Garantia para construção ou fornecimento de serviços: Garante o cumprimento de todas as obrigações assumidas no contrato para construção, fornecimento ou prestação de serviços, protegendo o segurado contra o risco de inadimplência do tomador.
  • Garantia de retenção ou adiantamento de pagamento: Há contratos que preveem a retenção de parte do pagamento até que o objeto do mesmo seja totalmente concluído. Além disso, o  Seguro Garantia pode ser apresentado para substituir estas retenções, liberando integralmente o pagamento.
  • Garantia imobiliária: Garantia das obras na construção de edificações residenciais e comerciais, bem como a entrega do imóvel, nas condições fixadas em contrato.
  • Garantia judicial: É utilizado em trâmites de processos judiciais quando o tomador precisa fazer um depósito em juízo em decisões ou acordos judiciais favoráveis ao segurado.

A escolha da melhor modalidade para cada tipo de contrato é fundamental para que o seu seguro garantia seja utilizado da forma mais assertiva possível. Por isso é recomendável sempre buscar auxílio especializado no momento da contração, um bom corretor pode ser muito útil para lhe ajudar a fazer a melhor escolha.

Quais as vantagens da contratação do seguro garantia?

Agora, vamos lhe apresentar as principais vantagens desta modalidade, para que não fique nenhuma dúvida no momento da contratação. Fique comigo e confira!

1 . Investimento menor

Como o seguro garantia é precificado pela corretoras que são especialistas em cálculos e análise de riscos, e não pelos bancos, como ocorre no caso da fiança bancária. Além disso, seu valor não está atrelado diretamente a taxas de juros. As corretoras precificam o valor do seguro para a sua empresa de forma mais justa, em consequência você paga menos pelo seu seguro.

2. Contratação agilizada

Como o seguro garantia depende apenas do envio de poucos documentos para a sua seguradora, a contratação é muito mais rápida do que em outras modalidades, que podem levar até 15 dias. Assim, após a entrega dos documentos, em poucas horas o seguro já é formalizado.

3. Sem retenção de recursos empresariais

A salvo em raras exceções, o seguro garantia não exige reciprocidade, ou seja, não existe a necessidade de aplicação de parte dos recursos, como ocorre, por exemplo na fiança bancária. Assim os recursos da sua empresa ficam disponíveis para serem utilizados em seu negócio. Além disso, o seguro garantia não compromete o limite de crédito e nem o capital de giro da sua empresa, já que ele entra no balanço patrimonial como um ativo e não um passivo.

4. Análise independente e objetiva

Outra vantagem desta modalidade é que a análise é realizada de forma independente, não sendo necessário nenhum tipo de relacionamento prévio. Assim ela se torna mais objetivo, visto que não é necessário por exemplo, realizar histórico da empresa, e nem possuir um relacionamento efetivo com um banco.

5. Possibilidade de novos financiamentos

Como o seguro garantia é uma operação realizada com a seguradora ela não restringe o acesso ao crédito, já que não possui vínculo bancário. Já em operações realizadas em bancos os valores reduzem o limite utilizado para futuros financiamentos.

6. Melhores opções de garantias

O seguro garantia como é desenvolvido com foco em necessidades específicas da sua empresa, tem o potencial para abranger uma vasta linha de opções, diferentemente da fiança bancária que apresenta diversas limitações. Além disso, você você tem liberdade para escolher as coberturas necessárias para proteger o contrato.

7. Maior agilidade em caso de sinistros

Da mesma forma, pelas suas características e por ser conduzido diretamente pela seguradora, o seguro garantia é uma solução muito mais prática quando existe a necessidade de ser acionado. O que lhe proporciona uma agilidade muito maior para a resolução do seu problema.

8. Melhor capacidade operacional e precificação

Tendo em vista que as seguradoras são especialistas em análise de riscos, elas podem pulverizar esses em seus contratos, oferecendo assim uma melhor capacidade operacional e melhores preços a seus clientes. Além disso, não existe taxas de renovação, como no caso da carta de fiança, que por sua vez acompanha a vigência do contrato, o que gera melhora ainda mais as condições de precificação para sua empresa.

Contudo, analisando as vantagens do seguro garantia, ele se torna uma opção muito mais vantajosa para a sua empresa do que a fiança bancária. Vale ressaltar que em alguns contratos, como em casos de licitações é exigido uma garantia contratual para comprovar que o vencedor tem condições de executar as obrigações assumidas, de acordo com  Lei nº 8.666/93.

Se quiser saber mais sobre fiança bancária, não deixe de conferir também: Diferenças entre fiança bancária e seguro garantia.

Lembre-se que para fazer um bom seguro garantia, é sempre importante escolher uma corretora da sua confiança. Escolha quem tem expertise no mercado e profissionais qualificados para lhe oferecer as melhores vantagens. Se estiver interessado, venha conhecer as opções disponíveis na LGD Corretora de Seguros. Nossa equipe está pronta para lhe receber!
Imagens: Notebook,contrato.

o fim do registro dos corretores de seguros

O fim do registro profissional dos Corretores de Seguros

Trecho da  Medida Provisória 905/19, apresenta proposta que acaba com a exigência de registro profissional para corretores de seguros.

Não é nenhuma novidade a discussão que cerca os corretores de seguros, assim como os corretores imobiliários em relação a natureza jurídica da prestação de serviços. Existe um viés que flexiona para o vínculo de emprego e outro que lutam pela autonomia pela dos corretores, sem vínculo empregatício.

No entanto, essa discussão chegou ao poder Judiciário onde hoje se discute a necessidade e exigência legal do registro profissional para o corretor de seguros. Em outras palavras a desregulamentação deste setor.

Desta forma de uma lado o governo defende que a desregulamentação do setor não impacta nas atividades de corretagem, oferecendo a oportunidade autorregulação do setor. Por outro lado as entidades vinculadas aos corretores de seguros criticam a decisão.

Venha entender mais sobre como essa decisão impacta no setor de corretagens no Brasil!

O fim do registro profissional dos corretores de seguros

A MP 905/19, vem revogar a lei 4.594/64 (que regula a profissão de corretor de seguros). Sendo que, além de eliminar a necessidade do registro profissional para corretores de seguros, também,  introduz o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo, busco o incentivo a contratação de jovens, em especial quem esteja em busca do seu primeiro emprego.

Outrossim, a MP também mantém como atribuição do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) a regulamentação das entidades autorreguladoras, a Superintendência de Seguros Privados (Susep), por sua vez perde a atribuição de regular e fiscalizar a atuação dos corretores de seguros, que a partir de agora serão fiscalizados de forma indireta e por meio de seguradoras e autorreguladoras.

A importância dos corretores de seguros

O corretor de seguros tem um papel social fundamental na sociedade

O corretor de seguros é um profissional, que deve ser especialista em seu ramo de atuação e tecnicamente preparados, para intermediar, obter e promover contratos de seguros, entre os consumidores e as seguradoras.

Embora, não seja uma profissão comumente lembra, o corretor tem um papel social fundamental para nossa sociedade, uma vez que é o responsável pela proteção do patrimônio das pessoas. Assim, podemos relacionar sua atuação com a manutenção do bem estar e da qualidade de vida da população.

Sendo assim, cabe ao corretor de seguros oferecer soluções viáveis para cada situação, considerando a questão de valores e também as alternativas que se adaptem melhor a cada perfil de segurado, e que blindam o mesmo de danos decorrentes de ocorrências seguradas.

Um papel muito além da venda

E não termina por aí, o papel do corretor vai muito além da venda e assinatura de um contrato. Afinal é responsabilidade do corretor de seguros está ao lado para:

  • Informar e providenciar renovações;
  • Informa a data do vencimento da apólice;
  • Apresentar as melhores alternativas para manter a proteção adequada para cada risco;
  • Negociar com a seguradora a melhor forma de proteger os interesses do segurado;
  • Prestar esclarecimentos e acompanhar o período de vigência da apólice.

Sendo que optar por um corretor de seguros é a forma mais segura e eficiente de o consumidor ter seus direitos garantidos e seu patrimônio segurado da melhor maneira possível.

O que muda para os corretores de seguros?

Em linhas gerais, na teoria a MP não deveria modificar o cenário para os corretores de seguro, e sim ampliar esse segmento para novas profissionais, sem experiência que estão iniciando no mercado. No entanto esta questão é bastante discutível, visto a relevância do papel do corretor de seguros no mercado nacional.

Em suma, o receio de muitas entidades ligadas aos corretores de seguros, é que a desregulamentação do setor, tenha um feito similar ao ocorrido com as empregadas domésticas, onde existia um serviço garantido e com a regulamentação passou o mesmo diminuiu consideravelmente. Assim, talvez a mudança no setor de seguros, possa gerar uma diminuição na busca por profissionais que atuem com corretagem. 

No entanto Fábio Luchetti, ex-presidente da Porto Seguro, analisa a mudança contrabalanceando esse receio com a relevância do papel dos corretores de seguros. Neste sentido, ele entende que a extinção do corretor irá gerar um custo ainda maior para as corretoras e seguradoras, conforme os argumentos a seguir:

  1. Sem os corretores as seguradoras terão que cuidar da pré-venda. Atividade essa que é hoje responsabilidade do corretor;
  2. Terão que contar com profissionais para o atendimento ao cliente, durante a vigência do contrato. Já que os clientes tendem a ligar diretamente para a seguradora, na ausência do corretor;
  3. Profissionais sem experiência e preparo para a venda de seguros, tendem a afetar a qualidade do serviços e comprometer os resultados do setor; Sem contar em vendas equivocadas, como a falta de coberturas, ações judiciais entre outros;
  4. Os gastos em marketing tende a aumentar significativamente, uma vez que os corretores são responsáveis por grande parte da prospecção de novos clientes para a seguradora.

Sendo assim, é muito mais viável para a seguradora manter os corretores, que custam para o cliente em torno de 5% do valor do serviço, do que investir em uma estrutura administrativa para suprir as necessidades, o que subiria para um percentual de 35% para o cliente final.

Panorama geral da mudança

Em suma, as mudanças apresentadas, podem trazer um quadro de instabilidade para os corretores de seguros, no entanto, analisando mais a fundo, não vemos muito motivos para preocupação. Afinal o papel do corretor é fundamental para o processo das seguradoras.

Além disso, ao se desvincular parcialmente da Susep, os corretores de seguro, terão mais autonomia para trabalhar em conjunto as seguradoras em busca de processos que desonerar o setor, gerando mais economicidade ao consumidor. Afinal o que todo consumidor deseja é um serviço de qualidade e com um custo acessível.

Aliás, as seguradoras preferem comercializar sua apólices com o auxílio dos corretores não pela falta de conhecimento, mas sim porque sabem que a melhor forma de otimizar seus processos e diminuir problemas é através destes profissionais. Da mesma forma, o segurado consciente das implicações que um contrato mal sucedido pode lhe causar, com certeza, não vai arriscar seu patrimônio, não é mesmo?

Imagens: Corretor, Seguro.

seguro de vida individual

Seguro de vida Individual: um guia completo para você tirar suas dúvidas

Se existe uma certeza é que um dia vamos morrer. Se você partisse hoje, seus familiares ficariam bem financeiramente? Para garantir a estabilidade financeira da sua família, um seguro de vida individual é vital.

Além disso, o seguro de vida individual, ainda oferecer outros benefícios que podem ser muito importantes, em caso de invalidez ou doença, por exemplo. Mas isso vamos falar mais detalhadamente no decorrer deste post.

Então, se quiser ficar por dentro de todos os detalhes, continue comigo e confira nosso guia completo para encontrar a melhor opção em seguro de vida.

Como funciona o seguro de vida individual?

O seguro de vida, nada mais é do que um contrato formalizado com as seguradoras que prevê uma indenização para os segurado e seus dependentes em caso de morte. É um seguro anual com reajuste pré-estabelecidos na apólice, de acordo com o contrato firmado com a seguradora.

A principal finalidade é oferecer uma proteção financeira aos que ficam após sua partida. Além disso, o seguro também pode incluir coberturas opcionais, como já falamos por invalidez por exemplo, permanente ou parcial, e doenças graves. 

O valor do seguro normalmente leva em considerações fatores comportamentais e epidemiológicos. Sendo que quem leva uma vida mais saudável e seguro terá vantagem em relação a quem possui diagnóstico de tabagismo por exemplo. Esse hábito pode elevar o valor do seu seguro.

Vale ressaltar, também, que os seguros de vida devem possuir obrigatoriamente a cobertura para risco de morte, seja ela natural ou acidental. Sendo que são diversas coberturas que podem ser atreladas ao seu seguro, tais como:

  • Invalidez por acidente;
  • Invalidez funcional permanente por doença;
  • Invalidez laborativa permanente por doença;
  • Doenças graves;
  • Diária por internação hospitalar;
  • Diária de incapacidade temporária;
  • Desemprego;

Quais são os benefícios para o segurado?

Optar por um seguro de vida individual é uma forma de garantir a estabilidade financeira da família em caso de uma fatalidade. Embora ninguém deseje passar por um momento como esse, eles são inerentes a nossa vida. 

O seguro de vida individual, confere proteção financeira a seus familiares

Assim dentre os benefícios ao segurado podemos destacar:

1 – Proteção financeira aos beneficiários

Como já falamos, fatalidades acontecem e é importante estar preparado. Com o um seguro de vida, em caso de morte ou invalidez o valor da apólice é liberado para os beneficiários. Você ainda pode personalizar a sua cobertura para finalidades específicas como quitação de dívidas, despesas escolares e outros.

Assim, você protege financeiramente sua família, e protege o seu patrimônio, uma vez que o valor da indenização não é contabilizado no inventário do falecido, sendo um recurso fundamental para que a família possa se restabelecer após a perda de um ente querido.

2 – Garantia financeira em casos de doenças graves

Outro bom motivo para você fazer um seguro de vida, é que caso você passe por uma situação difícil de doença grave, pode receber o pagamento da indenização para custear suas despesas médicas, durante a doença. Neste caso novamente você protege a sua família de problemas financeiros e ainda garante o seu patrimônio, uma vez que não será necessário se desfazer de bens para arcar com os custos do tratamento.

3 – Reembolso de despesas médicas e hospitalares

Como no tópico anterior, não necessariamente o seguro de vida pode ser utilizado somente após a morte do segurado. Em alguns casos, dependendo das coberturas acordadas em sua apólice é possível resgatar parcialmente o valor da indenização para reembolso de despesas médicas, hospitalares e odontológicas. Sendo que, neste caso o valor é limitado ao capital segurado.

Para essa modalidade, existem algumas regras importantes que precisam ser seguidas, como por exemplo, os valores precisam ser comprovados no prazo estabelecido na sua apólice que por sua vez necessita tratar de pleno amparo a imprevistos.

4 – Garantia de assistência ao beneficiário

Uma questão importante em relação ao seguro de vida, é que o segurado pode escolher a quem será destinada a indenização em caso de falecimento. Assim o valor não fica restrito a herdeiros e familiares, mas pode ser repassado para terceiros se assim estiver determinado em contrato.

Sendo que o valor da indenização não entra no inventário, sendo repassado para o beneficiário determinado em poucos dias, não sendo necessário aguardar burocracias legais, como para a liberação dos demais bens.

Quais as diferenças entre seguro de vida individual e de grupo?

Seguro de vida em grupo, é contratado para pessoas que possuem um vínculo em comum

Agora que você já viu alguns benefícios em relação ao seguro de vida individual, talvez esteja se perguntando quais as diferenças entre essa modalidade e o seguro em grupo. Para lhe auxiliar vamos explicar de forma bem rápida e simples.

Como já vimos até aqui, o seguro de vida individual é contratado diretamente pela pessoa junto a uma corretora ou seguradora de confiança, sendo que a apólice é personalizada para atender suas necessidades específica. 

Já o seguro de vida em grupo, é contratado para um grupo de pessoas, por um empresa para seus funcionários, por exemplo. Sendo que atende pessoas que tenham um vínculo em comum, e as negociações do seguro (cobertura e valores), são comum a todos os participante do grupo.

Assim, ambas as modalidades são importantes, no entanto, cada uma delas atende a uma necessidade específica. Então se você já possui um seguro de vida em grupo, analise as coberturas disponíveis, normalmente vale a pena investir em um seguro de vida individual e melhorar as condições da sua apólice.

Onde contratar o seguro de vida individual?

O seguro de vida individual é firmado entre a pessoa interessada e uma seguradora, por intermédio de um corretor. Assim existem inúmeras opções no mercado, para que você possa escolher a seguradora que lhe apresenta melhores condições.

No entanto, é importante ficar atento a credibilidade e a experiência da sua seguradora, para que possa fazer um seguro que realmente atenda às suas necessidades e com valores e condições justas. Hoje em dia  fraudes em seguros são muito comuns, por isso, ter confiança na sua corretora é fundamental para proteger o seu patrimônio.

Se ficou interessado, venha conhecer a nossa LGD Seguros e faça uma cotação sem compromissos!

Imagens: Casamento, Grupo, Homem.

seguro plantio

O que é e como funciona o seguro plantio?

O seguro plantio é uma segurança para o produtor rural que deseja garantir uma colheita tranquila da sua safra. Afinal, quando se trabalha junto a natureza, não tem como antecipar alguns incidentes.

Quem planta, sabe muito bem as dificuldades que o trabalho do campo representa. São meses de trabalho duro e muita dedicação e cuidado com a plantação, para chegar a época de colheita e finalmente colher os resultados.

Agora já pensou em perder todo seu investimentos, em virtude de ações climáticas que fogem do seu alcance? É por esse motivo que o seguro plantio é tão importante.

O seguro plantio, ou seguro agrícola, como também pode ser chamado é a modalidade de seguro rural mais importante e também a mais comercializada em nosso país, o que lhe torna o seguro rural mais popular. Ele garante a segurança da plantação desde o plantio até a colheita.

Esse seguro é de suma importância para o produtor, uma vez que cobre o plantio agrícola contra perdas causadas por diversos fatores e fenômenos climáticos tais como: geada severas, granizo, secas, raios, pragas, incêndios entre outros itens que podem ser adicionados a apólice.

Quer saber mais sobre esse seguro tão importante? Então vem comigo!

O que é o seguro plantio?

Como já falamos o seguro plantio, é uma forma de o produtor assegurar sua plantação contra diversos imprevistos que podem prejudicar a colheita. Sendo que, a sua função mais relevante é oferecer ao produtor previsibilidade em seus ganhos. Assim arcando com possíveis prejuízos caso a colheita não ocorra dentro do previsto.

Por exemplo, digamos que durante o processo de crescimento de uma plantação de milho, ocorreu uma chuva de granizo e as plantas foram perdidas. O segurado aciona o seguro e pode reaver o valor investido.

Contudo, o seguro plantio oferece diversos benefícios ao produtor rural, sendo talvez o principal, a possibilidade de manter a consciência tranquila, sem o receio de perder os investimentos realizados durante o processo de maturação da plantação.

Além disso, alguns estados brasileiros oferecem ao produtor um subsídio no pagamento e uma parcela do seguro. Essa questão ocorre através do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural, e pode chegar a 45% do valor da apólice contratada.

O valor do subsídio governamental pode chegar a 45% do valor da apólice

Conhecendo o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro (PSR)

O PSR é um programa governamental que visa impulsionar o desenvolvimento do seguro rural, assim como, auxiliar o produtor a adquirir apólices. A lei nº 10.823/2003 e o decreto nº 5,121/2004 viabilizaram a concessão desse benefício. 

Assim o governo se compromete com o pagamento de uma parcela dos custos do seguro rural. Veja as diretrizes básicas do programa:

  • Massificar a utilização do seguro rural, mediante a expansão do número de lavouras e hectares amparados; 
  • Assegurar o papel do seguro rural como mitigador dos efeitos dos riscos climáticos das atividades agropecuárias, atuando como um instrumento para a estabilidade da renda agropecuária; 
  • Reduzir o custo de aquisição da apólice (prêmio) e 
  • Induzir ao uso de tecnologias adequadas e modernizar a gestão do empreendimento agropecuário. 

Fonte: (Ministério da Agricultura)

Como funciona o seguro plantio?

Em linhas gerais o seguro plantio, funciona com a maioria das demais modalidades, onde o produtor rural contrata uma seguradora que atenda as demandas rurais, e paga um seguro (prêmio), que lhe assegura em caso de problemas com a plantação.

São diversas coberturas disponíveis para o seu seguro, para vários tipos de ocorrências, tais como:

  • Geada ou seca severas;
  • Variações de temperatura (calor extremo ou frio);
  • Incêndios;
  • Excesso de chuvas no período do plantio.
  • Ventos muito fortes;
  • Queda de raios;
  • Trombas d’água
  • Queda de granizo;

Assim caso um destes sinistros ocorra durante o período contratado pelo produtor rural, basta informar a seguradora. Essa por sua vez fará uma avaliação da ocorrência e se procedente, encaminhará o pagamento da indenização.

Quais as coberturas disponíveis?

O seguro plantio tem essencialmente três tipos de coberturas:

  1. Multiriscos: Que cobre riscos climático, como apresentamos acima; Comum entre os produtores rurais de grãos.
  2. Riscos nomeados: Quando o produtor escolher quais riscos quer se proteger. Neste caso existe o pagamento de franquia. Com entre os produtores rurais de legumes e frutas.
  3. Riscos paramétricos: Onde a cobertura é baseada na variação dos componentes de produção, a exemplo da falta ou excesso de chuva. Comum entre pecuaristas.

Porque investir no seguro plantio?

O seguro plantio proporciona comodidade e segurança para o produtor

Como já foi dito o principal motivo para investir no seguro plantio é a previsibilidade dos rendimentos, já que você assegura o que irá colher. No entanto essa é apenas uma das vantagens, de acordo com a apólice contratada, você pode ter outros benefícios Mas no seguro plantio. Confira:

  • Recuperação do investimento em caso de ocorrência de sinistro;
  • Inspeção de peritos sem custo ao produtor;
  • Garantia de proteção desde o plantio até a colheita;
  • Possibilidade de subsídio governamental para o produtor;
  • Comodidade e segurança nos rendimentos;

Então, se você ainda não possui um seguro para sua plantação, não perca mais tempo. Com certeza sua produção terá muito mais segurança e tranquilidade.

Onde contratar o seu seguro?

Para aproveitar todas as vantagens e benefícios que o seguro plantio pode lhe oferecer é preciso contar com uma corretora de confiança e com experiência de mercado. Assim além dos valores serem justos, você terá todo apoio caso necessite acionar o seu seguro.

A LGD Seguros possui mais de 30 anos de experiência no mercado. Além disso, conta com os melhores parceiros para oferecer aos seus clientes as propostas mais vantajosas do mercado de seguros.

A corretora, também conta com uma equipe com vasto conhecimento na identificação de riscos para os seu negócio, e com um relacionamento ímpar com seus clientes, pensando sempre na satisfação dos segurados. Se quiser conhecer melhor nosso trabalho, entre em contato conosco!

Imagens: Milho, Colheitadeira, Seguro.

Guia Seguro automotivo

Seguro automóvel: Guia definitivo para escolher a melhor opção

Existem alguns investimentos que são essenciais em nossas vidas. O seguro automóvel é um deles. Indispensável para todo proprietário de veículos automotivos, ele protege o seu patrimônio e lhe ajuda nos momentos de dificuldade.

Mesmo quem não tem carro sabe da importância do seguro automotivo. Principalmente para quem mora em cidades onde os índices de roubo são altos. Sem contar nas condições das nossas estradas, que são propícias a acidentes.

No entanto, mesmo sabendo da sua necessidade, às vezes no momento da escolha ficamos com dúvidas. Sendo assim, elaboramos esse guia definitivo para lhe ajudar a escolher a melhor opção no momento de contratar o seu seguro automóvel. Ficou interessado, então vem comigo e confira!

O que é o seguro automóvel

Com certeza você já ouviu falar sobre seguro automóvel, afinal é uma das modalidades mais tradicionais de seguro do mercado. Mas você sabe exatamente o que é?

Um dos casos de sinistro que podem ocorrer ao seu veículo são incêndios

O seguro automóvel é um contrato firmado entre uma seguradora e um segurado, no caso você, proprietário do veículo. Neste contrato, você paga um valor a seguradora, para que o seu carro fique protegido contra diversos prejuízos, tais como:

  • Roubo e/ou furto;
  • Sinistros (colisões, incêndios)
  • Danos pessoais ou a terceiros

Entre outras questões que vão depender das coberturas acordadas na sua apólice de seguros. Além disso, você também pode contar com alguns benefícios, também de acordo com o seu contrato, tais como:

  • Assistência técnica 24 horas
  • Serviços de mecânica
  • Carro reserva e hospedagem

Como funciona a franquia no seguro automóvel?

Em linhas gerais a franquia do seguro automóvel é uma coparticipação de valores, que o segurado paga em caso de danos parciais ao seu veículo. Sendo que, esses danos ocorrem quando até 75% do veículo é comprometido no sinistro.

O valor da franquia é variável de acordo com o seguro contratado , podendo ser fixo ou percentual e está descrito na sua apólice de seguro. Por isso, é imprescindível sempre ler com cautela o contrato para saber exatamente os custos que você terá em caso de necessidade.

É importante ressaltar que a franquia somente é cobrada quanto os danos são parciais, ou seja, em caso de perda total ou roubo do veículo ela não será cobrada.

Como escolher o melhor seguro automóvel?

Atualmente existem diversos modelos de contratação de seguro automóvel, com variações de valores e de benefícios ao segurado. Assim elaboramos uma lista com algumas dicas para você levar em consideração no momento da contração.

1 – Faça uma consulta prévia

Hoje em dia existem diversas operadoras de seguro automóvel no mercado, que oferecem serviços de cotação de forma simplificada e rápida. É um serviço muito útil para quem está em busca das melhores opções em seguro automóvel. Isso porque assim você pode comparar valores, benefícios e taxas de franquias em várias seguradoras e assim escolher a melhor alternativa para o seu veículo.

2 – Escolha uma seguradora com credibilidade no mercado

Embora ninguém deseje utilizar os benefícios do seguro automóvel, é importante escolher uma seguradora que tenha credibilidade no mercado. Assim quando você precisar acionar seu seguro você tem a certeza de ser bem atendido.

Verifique os órgãos de assistência ao consumidor, sites de reclamações e os comentários nas redes sociais. Aposte em seguradoras comprometidas com o bem estar e bom atendimento de seus clientes. Se preferir também pode conversar com pessoas que já utilizam o serviço, é uma ótima estratégia para conhecer a sua seguradora.

3 – Saiba exatamente o que você necessita

Cada vez mais as seguradoras oferecem coberturas adicionais e benefícios diferenciados para seus clientes. Consequentemente essas variações influenciam nos valores do seu seguro automóvel, então verifique o que realmente é importante para você.

Por exemplo, se você costuma viajar com bastante frequência, talvez serviços de carro reserva e socorro 24 horas sejam essenciais em seu seguro. Já se você somente utiliza o seu carro para pequenos deslocamentos, essas coberturas podem não agregar muito valor.

4 – Avalie coberturas específicas

Em alguns casos você pode optar por coberturas específicas de menor valor. Para itens como: pneus e retrovisores, elas podem ser bem úteis. Assim, pode acionar o seu seguro automóvel apenas para esses itens se necessário, sem precisar pagar a franquia total.

5 –  Verifique o custo x benefício do seguro automóvel

Existem várias opções de seguro automóvel no mercado, a variedade também inclui serviços adicionais, e coberturas especiais. A melhor opção sempre será aquela que atender às suas necessidades.

Por exemplo, se você não tem muita familiaridade com problemas mecânicos, não quer precisar trocar pneu, você pode escolher um seguro que lhe ofereça bons serviços de atendimento ao cliente. 

6 – Conte com a ajuda de uma corretora especializada

Se você não tem certeza de qual a melhor opção para você, ou ficou em dúvida entre alguns serviços. Nossa dica é que você procure auxílio de uma corretora especializada. Desta forma, você pode informar suas necessidade e os profissionais verificam as opções disponíveis para você.

Mas lembre-se de buscar uma Corretora de Seguros de confiança, com experiência de mercado e que possa lhe oferecer boas oportunidades de negócio. Assim você também evita de cair em fraudes de seguros, que é muito comum hoje em dia.

Se quiser saber mais, confira também: Fique por dentro dos tipos de fraudes em seguros mais comuns.

Onde contratar o seguro automóvel?

A LGD Corretora de Seguros tem mais de 30 anos de atuação no mercado

Como já falamos anteriormente, existem inúmeras seguradoras e corretoras no mercado. O mais importante é que você possa confiar e contar com os profissionais que estão cuidando do seu patrimônio.

A LGD Corretora de Seguros, está a mais de 30 anos no mercado, sempre em busca das melhores parcerias para oferecer a seus clientes o que a de melhor em seguros. Além disso, conta com um amplo portfólio de produtos para seguros automotivos, atendimento personalizado e a garantia de agilidade e qualidade nos serviços prestados.

Serviços oferecidos pela corretora:

  • Negociações de Custos e Taxas com o Mercado Segurador
  • Acompanhamento de Liquidação de Sinistros
  • Elaboração de Programa de Seguros diferenciado para cada necessidade
  • Gerenciamento de Risco

Além disso, aqui o atendimento é 24 horas, inclusive em feriados e finais de semana. Assim, em caso de necessidade, você terá rapidez e comodidade na indenização sem nenhuma dor de cabeça! 

Afinal a LGD, sabe que é vital para você e sua família ter seu patrimônio protegido com a máxima tranquilidade. Se quiser conhecer melhor a corretora, faça uma consulta!

Imagens: Incêndio, Calculadora, Colisão

E-BOOK TUDO QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE O SEGURO EMPRESARIAL​

Ter um seguro empresarial é indispensável. Afinal, por meio dele é possível proteger o negócio de diversos riscos que podem prejudicar as finanças e destruir todo o trabalho investido na busca do sucesso da empresa.